facebook twitter google plus linkedin
Home / Candidaturas / Currículo: principais tendências para 2017

Currículo: principais tendências para 2017

Currículo: principais tendências para 2017

As tendências na procura de emprego não mudam drasticamente de ano para ano, ou seja, não terá que fazer um currículo totalmente diferente para se candidatar a novas vagas. No entanto, haverá algumas coisas que provavelmente terá que alterar.

O que incluir no seu currículo em 2017

Domínio das redes sociais

Nos dias de hoje, qualquer pessoa tem que ter a sua própria Marca Pessoal. Como tal, o seu currículo deve incluir links para os seus perfis em redes sociais que sejam relevantes para as suas candidaturas, como por exemplo o LinkedIn (Siga o Alerta Emprego no LinkedIn e fique por dentro das novidades).

O link pode ser colocado logo no início juntamente com os seus dados pessoais e de contato.

Exemplo:

Luís Fernandes

Belo Horizonte

luisfernandes@email.com

LinkedIn: www.linkedin.com/luisfernandes

Mas atenção, não inclua links de redes sociais que utilize para fins pessoais e certifique-se de que esses perfis estão privados.

Vasto conhecimento tecnológico

Atualmente, existe uma ferramenta online e um aplicativo para praticamente tudo. Saber que ferramentas são mais utilizadas no seu setor e estar por dentro das tendências é uma vantagem.

Assim poderá obter informações sobre essas tendências, poderá adquirir algum conhecimento sobre as ferramentas e adicionar isso ao seu currículo.

As competências tecnológicas são cada vez mais valorizadas e devem ter uma seção própria no seu CV. De preferência, inclua tópicos para todos os programas que domina ou com os quais já tenha trabalhado.

Evidenciar Inteligência Emocional

Uma das tendências que tem vindo a emergir nos recrutamentos, e que vai continuar a crescer em 2017, é a procura por Inteligência Emocional. Recorde-se que as empresas não estão apenas contratando pessoas para desempenhar uma função, estão também procurando por um novo colega, com quem irão conviver diariamente.

Ou seja, os recrutadores preocupam-se não só em encontrar alguém com as competências e experiência mais adequada, mas também que se enquadrem no espírito da empresa e que saibam trabalhar com os demais membros da equipe, relacionar-se com clientes, etc.

Mas, como pode evidenciar Inteligência Emocional no currículo? Quando estiver listando as suas competências, forneça breves exemplos de como colocou essas competências em prática.

Exemplo:

  • Competências de Gestão: orientação de uma equipe de vendas com um aumento de 8% nos lucros;
  • Competências de Comunicação: criação de relatórios trimestrais enviados a parceiros e clientes;
  • Orientação de Atividades em Equipe: Gestão de sessões de formação para recém-contratados.

 

Fonte: LinkedIn

 

About Alerta Emprego BR

O Alerta Emprego chega ao Brasil com a proposta de ser uma ferramenta para profissionais que buscam uma colocação no mercado de trabalho. Não só divulgamos as melhores ofertas do mercado, como conteúdos diferenciados, úteis e interessantes sobre procura de emprego.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*