facebook twitter google plus linkedin
Home / Seleção / Entrevistas / Entrevistas de emprego: 6 efeitos do nervosismo

Entrevistas de emprego: 6 efeitos do nervosismo

Muitos recrutadores veem a forma como os candidatos lidam com as entrevistas como uma indicação do modo que reagem sob pressão na vida real: em ambos, os pontos fracos podem aparecer.
 
Entrevistas de emprego

É comum ouvir candidatos dizerem que “bloquearam” durante entrevistas, devido ao pânico ou aos nervos. Mas o nervosismo não causa apenas este efeito indesejável, e tem outras formas de se manifestar, podendo fazer com que todo o esforço feito durante o processo de candidatura vá por água abaixo.

Conheça aqui 6 reações causadas pelo nervosismo que podem lhe prejudicar durante as entrevistas, elaboradas pelo The Undercover Recruiter.

1) Responder as perguntas antes do entrevistador ter terminado

Ao precipitar-se a responder antes da questão estar concluída, além de nervoso, evidenciando fragilidades de comunicação. Mantenha a calma, ouça tudo o que o entrevistador tem para dizer e pense antes de começar a responder.

2) Não responder as perguntas

Às vezes, algumas perguntas podem ser demasiado longas ou confusas. Deve estar concentrado para compreender verdadeiramente o que o entrevistador quer saber. Se não tiver entendido, não tenha medo de pedir para repetir a pergunta. O que deve evitar a todo o custo é que a sua resposta seja completamente fora do que lhe foi questionado. Evite também fazer com que o entrevistador tenha que repetir a pergunta três vezes.

3) Falar demasiado

Há candidatos que parecem nem respirar durante a entrevista, de tanto falarem. Procure compreender se o entrevistador prefere descrições detalhadas ou resumidas e tente adaptar-se. É sempre boa política ir confirmando que o entrevistador continua de fato a ouvir e, mais importante, está interessado no que está dizendo. Caso contrário, corre o risco de ficar falando sozinho.

4) “Desligar”

Alguns candidatos parecem ligar o “modo entrevista”. Passam a estar e falar de forma completamente diferente do que antes da entrevista ou em conversas anteriores ao telefone. Estas súbitas mudanças de postura são facilmente perceptíveis pelos entrevistadores, que pode pensar “mas o que lhe aconteceu”?

5) Repetir certas frases

“Tipo”, “então”, “bem”, “né”, “tudo a ver” ou outras expressões repetidas muitas vezes podem levar o entrevistador a duvidar da sua competência profissional. Procure combater este tipo de vício linguístico.

6) Estar muito focado no que se tem para dizer

Às vezes os candidatos estão tão ansiosos em dizer algo no qual acabaram de pensar ou em que já tinham pensado durante a preparação, que começam a falar sem sequer compreender o objetivo da questão. Deve procurar ser empático e responder ao que o entrevistador quer saber, caso contrário pode estar perdendo a sua oportunidade.

About Alerta Emprego BR

O Alerta Emprego chega ao Brasil com a proposta de ser uma ferramenta para profissionais que buscam uma colocação no mercado de trabalho. Não só divulgamos as melhores ofertas do mercado, como conteúdos diferenciados, úteis e interessantes sobre procura de emprego.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*