facebook twitter google plus linkedin
Home / Destaque / Negociação: 10 erros a evitar em uma proposta de emprego

Negociação: 10 erros a evitar em uma proposta de emprego

negociação de propostas erros

A arte de negociação de propostas de emprego não é simples e, na hora de negociar, é importante conhecer as melhores táticas. Para obter o emprego e condições que procura e merece, aprenda aqui a evitar 10 erros básicos elaborados pela Quintessential Carreers.

1) Concordar / não negociar

O maior erro que você pode cometer é simplesmente concordar e aceitar qualquer proposta que tenha recebido. A pesquisa mostra que candidatos jovens e mulheres tendem a evitar negociar, ou por não conhecerem o processo ou por não gostarem e não estarem confortáveis com a ideia. Não negociar uma proposta que considera muito baixa não só tem impacto financeiro (em salários, aumentos e pensões), como irá consumi-lo se vier a ter problemas com o emprego ou a empresa no futuro.

2) Dizer quanto está disposto a aceitar

A informação é crítica em qualquer processo de negociação. Ao dizer ao empregador quanto está disposto a aceitar, está lhe dando um forte argumento de negociação. Muitas vezes os recrutadores irão perguntar-lhe o salário que espera ou o seu salário atual e pode ser complicado não responder. Pense muito bem na resposta e decida cuidadosamente o que fazer. Quanto mais informação e mais concreta esta for, menor será a sua capacidade de negociação mais tarde.

 3) Focar-se no que precisa

Um erro básico de negociação é focar-se naquilo que sente que precisa ou merece. Deve focar-se no seu valor e no valor que traz à empresa. Os empregadores não são responsáveis pelas suas despesas de vidas ou empréstimos. Se quer negociar o salário, tem de o fazer com base em pesquisa e uma demonstração clara de como traz valor à empresa e merece o salário.

4) Não fazer trabalho de pesquisa

Para estar bem preparado para negociar tem de fazer uma pesquisa primeiro. Há muita informação disponível online por onde perceber o valor mercado do seu tipo de função nesse tipo de indústria. Pode também estudar os salários da empresa, quer seja online, quer seja em conversas com contatos que tenha. Para negociar bem, tem de perceber exatamente quais os valores praticados no mercado.

5) Negociar cedo demais

Quanto mais espera, mais poder tem. O timing ideal para negociar é quando já foi escolhido. É nessa altura que deve entrar em mais detalhes em relação a salários, bônus, comissões, seguros e outros benefícios. Ao falar destes assuntos cedo demais, pode parecer muito focado em dinheiro – o que pode vir a prejudicar a probabilidade de ser escolhido – ou obrigá-lo a revelar cedo demais o que espera ganhar.

6) Aceitar rápido demais

Os processos de recrutamento tendem a ser longos e, quando finalmente receber a proposta, pode ter tendência para querer responder rápido e ver finalmente o assunto resolvido. Evite responder na hora e peça algum tempo para pensar. Os recrutadores tipicamente estão habituados a conceder alguns dias úteis e essa espera irá lhe dar o tempo que precisa para pensar e decidir o que fazer e como fazê-lo. Se aceitar rápido demais, ficará com pouca margem para negociar, além de sinalizar que tem interesse na oferta tal como ela está.

7) Recusar rápido demais

Em vez de recusar uma proposta que não lhe agrada de imediato, peça tempo para pensar. Ao recusar logo, irá sinalizar desinteresse pela oferta e emprego. Analise cuidadosamente todas as vertentes da oferta e os componentes de remuneração.

8) Abordar muitas frentes na contra proposta

Se quer negociar a proposta, evite incluir muitos aspectos na contraproposta. Limite-se a um ou dois elementos. Deve escolher os aspectos mais importantes a negociar e também aqueles que têm maior probabilidade de serem aceitos. Não tente negociar tudo.

9) Levar as negociações muito sério

Durante o processo mantenha-se sempre profissional. Se a empresa lhe fez uma oferta é porque foi o candidato escolhido e o finalista para aquela vaga. Se depois as negociações falharem, não se deixe abater e agradeça à empresa pela oportunidade para não prejudicar ofertas futuras.

10) Não formalizar a oferta

Quando tudo já foi falado e acordado, falta ainda ficar escrito. Certifique-se que a oferta e todos os documentos correspondem ao acordado entre as partes.

Leia o artigo original aqui

 

About Alerta Emprego

O Alerta Emprego é um portal de emprego que ajuda empresas e recrutadores a encontrar os melhores candidatos e a gerir processos de recrutamento. Além de promover anúncios de emprego, o Alerta Emprego funciona como uma base de dados de CVs pesquisável, tornando mais fácil a procura de candidatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*